brecht72-2

.

A morte de um guerreiro pacífico

.

À memória de Carl von Ossietzky

.

Ele não se entregou

e foi morto em combate.

Ainda que morto,

um ato heróico não se abate.

.

A boca do que preveniu

também está a sete palmos.

A desgraça sangrenta

está por um psiu.

No frigir dos salmos,

o túmulo do guerreiro da paz

é pisoteado pela marcha agourenta.

.

Foi tudo em vão?

.

“Não.” Diz a história:

“Quando um guerreiro não luta só

mesmo quando ele morre

o inimigo não pode cantar vitória!”

.

Brecht

.

Por Thadeu W

Anúncios

~ por polacodabarreirinha em 02/07/2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: