eva-tha

.

Versos de mim mesmo

.

Não foi fácil chegar até aqui, amiguinhos,

ser um poeta que conversa com versinhos.

A vida é uma piada que se acha engraçada

mas será de morte a última risada.

.

Hoje é uma terça-feira atípica, feriado,

só tem curitibano onde o vento faz a curva.

Por aqui ninguém tira o cavalo da chuva

nem bota a cabeça pra fora do telhado.

.

Estamos bem servidos de quatro estações

em um único dia, tomara que o sol saia

e sóbre sobre a pele como numa praia.

Esse frio me incomoda as articulações.

.

Curitiba é um caso à parte, outra não há.

Tá insatisfeito? A porta é serventia da casa.

Se for embora, não deixe de mandar brasa

E notícias suas para as bandas de cá.

.

São sete e cinco e chove canivete suíço.

Se nem bem amanheceu, como anoiteceu?

Estou aqui prevendo o que já aconteceu,

mas daqui a pouco tomo um chá de sumiço.

.

A vida vai que é um upa! É bom que eu não marque.

Parto em cacos e de um só faço mil espelhos.

Sei que não foi em vão viver pra contar que

nem o tempo passou em branco em meu cabelos.

.

Polaco da Barreirinha

.

.

.

Versos de mim mesmo

Não foi fácil chegar até aqui, amiguinhos,

ser um poeta que conversa com versinhos.

A vida é uma piada que se acha engraçada

mas será de morte a última risada.

Hoje é uma terça-feira atípica, feriado,

só tem curitibano onde o vento faz a curva.

Aqui ninguém tira o cavalinho da chuva

nem bota a cabeça pra fora do telhado.

Estamos bem servidos de quatro estações

em um único dia, tomara que o sol saia

e sóbre sobre a pele como numa praia.

Esse frio me incomoda as articulações.

Curitiba é um caso à parte, outra não há.

Tá insatisfeito? A porta é serventia da casa.

Se for embora, não deixe de mandar brasa

E notícias suas para as bandas de cá.

São sete e cinco e chove canivete suíço.

Se nem bem amanheceu, como anoiteceu?

Estou aqui prevendo o que já aconteceu,

mas daqui a pouco tomo um chá de sumiço.

A vida vai que é um upa! É bom que eu não marque.

Parto em cacos e de um só faço mil espelhos.

Sei que não foi em vão viver pra contar que

nem o tempo passou em branco em meu cabelos.

Polaco da Barreirinha

Anúncios

~ por polacodabarreirinha em 08/09/2009.

5 Respostas to “”

  1. Gostei.Bem assim, a Curitiba da gente.
    bj

  2. Exato, Leilíssima.
    Hoje o dia passou quase como noite.
    E chove, chove, chove.
    Lindos, Thadeu, teus versinhos de ti.

  3. Depois daquele passe do Kaká, Thadeu, a gente vê que a vida passa que é uma beleza. Haha. Salve, salve!

  4. Beijo, Leila, Bárbara. Hoje, quarta, tem a peça da Claudete no Teatro da Caixa. Que tal? Eu e Cata estaremos lá. E vcs?

  5. Grande, Flávio.Me diverti pra caralho vendo o jogão. A cabeçada do Luizão, o toque do Luís Fabiano, as pedaladas do Robinho no começo do jogo. Tudo isso mais o pré-sal é o Brasil e não tem outro,

    Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: