Alexandre França

.

Poema para Primeiro de Dezembro

.

A rataiada miúda já sonha o natal

e um ano novo cheio de felicidades.

Dessa raça, mais da metade foi pro pau

E o resto quer um mundo de facilidades.

.

Eu escuto o CD do França e está bom.

A vida já é meio caminho andado

e a poesia desse rapaz tem o dom.

O curitibano está bem acompanhado.

.

Dois mil e nove falta pouco pra acabar

e eu fiquei aqui pensando com meus culhões:

Quantos janeiros ainda até alguém me matar?

Mais quantos fevereiros entre os foliões?

.

De que tamanho é a sombra que me assombra?

Por que quanto mais estudo mais me faz falta

a inocência pura e besta em festas de arromba?

Não, não é queixa e nem dor o que me assalta…

.

Apenas acordei com saudades de mim,

mais nada. Vou em frente. E o sol solto lá fora

é aviso de que as coisas não são bem assim.

O mundo é belo e a vida só se for agora!

.

Antonio Thadeu Wojciechowski

.

.

.

Anúncios

~ por polacodabarreirinha em 01/12/2009.

2 Respostas to “”

  1. E como passou rápido este ano. Saudades do amigo. Grande abraço.

  2. Um piscada e pronto, lá se foi. Apareça, França.
    Grande abraço.

    Thadeu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: