duchamp_nude2

duchamp_nude2

POEMA PARA UM DIA CINCO DE JANEIRO QUALQUER

agora que estou te deixando meio de lado
não me venha com o diabo carregado
minha solidão era o paraíso perdido
que um dia deixei num canto esquecido

o dia é longo e o tempo passa devagar
o silêncio também é jeito de dialogar
hoje é um bom dia como outro qualquer
não me traga semanas quando você vier

estou velho demais pra minha idade
séculos, milênios me deixaram à vontade
restou esse poema de ossos aquecidos
onde sonham de volta amores perdidos

escrever até o corpo inteiro sangrar
e descobrir que a mão não consegue parar
morrer – este é o único e definitivo texto
viver – o que eu arrumava de pretexto

antonio thadeu wojciechowski

Anúncios

~ por polacodabarreirinha em 05/01/2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: